3 de mar de 2011

Pertenço aqui, mas sou de lá

O tempo ocupa o corpo. Pior. Distorce a alma em realismo urgente e objetivo, confundindo os sentidos, fazendo dos desejos uma massa desesperada de pressa em realização.

Nunca estive tão urgente como agora estou, ligada ao piloto automático e presa em mim mesma sob horas já desconhecidas. E assim vou, sempre sorrindo e acenando sem sequer saber qual o motivo de tanta euforia alheia, tanta importância desnecessária, tanta preocupação falsa, de tantos medos rasos... A verdade é que me sinto sendo levada por uma onda de perguntas, que parecem me direcionar cada vez mais para um lugar que jurei jamais habitar.

Por vezes, faço parte da inocência. Sempre fui acalmada pelo som doce que ela tem ao tocar meu ouvidos e olhos, sob os meus ideais lunáticos, vistos de um mundo mais louco ainda. Mas a Ismália bem sabia, da dor de se querer demais, de como se é frustrante querer e pertencer a dois mundos tão paralelos e distantes entre si.

Assim, pertenço aqui, mas sou de lá. E o aqui é forte, insistente... Vem me chamando pelo nome, então eu vou e minto. A questão é: para mim mesma ou para ele?

18 comentários:

ૐ 'Priiscylα disse...

Seus textos te fazem mais delicada do que já é (:
Amei menina, beijo *;

Luciana Brito disse...

Uau, gostei desse texto. Tem um tom de angústia e citar Ismália foi perfeito. Gosto demais dessa poesia.

Beijo! =)

Rebeca Postigo disse...

Encontrar o equilíbrio é uma tarefa difícil...
Contudo, precisamos...
Belo texto!!!

Bjs

RuteRita disse...

Adorei !

Beatriz disse...

Seu texto é tão... suave!

Marcela disse...

May *-*
faz um tempo que eu queria te ler, não sei nem se vai lembrar de mim, Marcela, do limaocomcouve, e fiquei assim, te procurando, e puxa, te encontrei.

Gosto das suas palavras, gosto mesmo.

;**

Daniela Filipini disse...

É como se não dirigíssemos a nossa própria vida, como se fôssemos apenas guiados, e não tivéssemos direito a escolha.
Sei bem o que é isso.

Marta Neves disse...

Gostei :)

Alice disse...

Linda essa confusão mental
que por vezes nos invade e o sentimental vem junto fazendo essa loucura na nossa vida !Afinal somos daonde?

Fernando disse...

Curti muito seu blog. Já estou te seguindo... =)

Jandy disse...

nossa q tocante!
Adoreeei, aqui eh superbacana
e calmo. gostei! visitarei mais vzs, beijos d luz May ;*
chega la no meu tbm,
jandyscorpion.blogspot.com
ja te sigo aqui, ta!

Priscila Daiana disse...

Seguindo seu blog. Se quizer seguir o meu é: http://pensamentosoltoo.blogspot.com

Camila disse...

No final é bom para os dois (:

Cristiana Lourenço disse...

está mesmo lindo, escreves tão bem !

Gabriela Furtado disse...

Também sofro desse problema da urgência...e quanto a mentir, procure principalmente não mentir para si mesma!
belo texto
Beeeijoos

Loize Carol disse...

Só lhe resta saber... De lá onde?

Tarsila Aroucha disse...

sempre irao existir esses dois mundos, cabe a vc decidir em qual vc quer estar, ou nos dois quem sabe?
bjus, fica a dica!

Andrea Berger disse...

Lindoooooo!!!

 

Blog Template by YummyLolly.com